21/11/2011

Início de Carreira ??


Para um início de carreira rico e sem segredos.
Por João Pedro Schonarth


--

Criar contatos e ter uma visão global da profissão são duas das habilidades essenciais para quem quer começar bem no mercado de trabalho

O primeiro emprego é um momento marcante e decisivo para o profissional: é a partir dele que se forma a visão da área de atuação e que se tem contato com pessoas que podem ajudar no desenvolvimento da carreira. Porém há muitas dúvidas no caminho, como a maneira de se portar dentro da organização e a hora certa de pensar em promoções. É a partir desse começo de carreira, que a Gazeta do Povo traz, a partir de hoje, aqui na página de Gestão e Carreira, uma série de três reportagens que vai abordar os desafios que rondam a entrada no mercado de trabalho; a permanência na atividade aos 50 anos de idade; e as dúvidas na hora da aposentadoria.

Fonte da Imagem: Mundo das Tribos.
A assistente contábil Daniele Pinheiro Ferreira começou a trabalhar na concessionária Copava, em Curitiba, como estagiária. Antes, porém, trabalhava como recepcionista em um escritório de contabilidade, onde observava as atividades realizadas na empresa. Foi aí que percebeu que gostava da profissão. “Como estudo Ciências Con­tábeis e vi que havia uma vaga de estágio na empresa, me candidatei e consegui. Dez meses depois fui efetivada e trabalho hoje como assistente contábil, mas quero mesmo é ser analista”, ressalta Daniele.

Buscar o que gosta de fazer é uma das principais dicas dadas pelos especialistas. Mas é preciso juntar isso ao momento de mercado. “É necessário uma afinidade com aquilo que se quer fazer. Mas às vezes aquilo que se gosta não é o que mercado está pedindo. É preciso achar um meio termo do que se gosta e da demanda das corporações”, analisa Carlos Contar, consultor da Business Partners.

O dilema entre tamanho de salários e de empresa deve ser deixado de lado no início da carreira, avalia o consultor. Estar em uma grande corporação e conhecer as práticas de mercado é o que deve ser focado. “A remuneração pode não ser a maior, mas o que se aprende em uma grande empresa acaba trazendo frutos que podem ser colhidos no futuro”, explica Contar.

A experiência de estar trabalhando, criar contatos e ter uma visão global da profissão é o essencial para o início da carreira, na opinião de Carla Virmond Mello, diretora da ACTA e da DBM. Mas é preciso ter cuidados. “Há uma frase comum nas corporações, que diz que o mercado contrata por competência, mas demite por comportamento. É este o ponto principal: ter iniciativa, uma postura profissional e disciplina. Quando o jovem é contratado para o primeiro emprego, não se exige dele tanto a experiência, mas se avalia como ele se comporta. São essas sutilezas que são analisadas e que podem ajudá-los na carreira”, avalia Carla.

Mais Textos e Informações sobre Gestão de Carreira aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe sua opinião e seus pitacos...

:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...