27/06/2013

Liberdade, Liberdade

"O homem nasce livre e por toda parte encontra-se acorrentado" 
(Rousseau)



Mesmo não querendo, somos acorrentados por tantas amarras quanto se possa imaginar. É uma ordem que recebemos quando criança, é um costume que adquirimos de nossos pais, é a televisão me falando que fumar é errado e faz mal a saúde (minha e dos outros), é o comercial te dizendo que deve comprar Assolan porque é amigo da natureza, é a bíblia dizendo que não se pode desejar a mulher do próximo (será que quem escreveu isso foi corno? #todebrinks #SQN), é o jornal dizendo que não posso manifestar porque pode haver vandalismo no meio, ou polícia, ou furtos e assaltos entre a multidão... E por aí vai...

E eu que jurava que era livre por ter escolhido morar na capital, por ter escolhido meus cursos de graduação  e pós-graduação. Eu que acreditava que deixava o cabelo curto por me sentir melhor (e me sinto mesmo, mas lá no fundo do meu 'coração' [vulgo consciência] algo me diz que devo manter o cabelo curto pra ficar mais apresentável à sociedade... Eu quero que a sociedade se f#%*#. rsrs (#todebrinksagain).

E aí eu me pergunto: Liberdade, liberdade, por onde andas? 

Aí eu logo penso: se a liberdade existe ela anda por onde ninguém a alcance, porque senão ela não seria mais livre... Ou não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe sua opinião e seus pitacos...

:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...