26/09/2017

Sem título mesmo, porque não sei que título colocar...

Olá!

Depois de mais de um ano longe desse meu pedacinho aqui na blogosfera/ciberespaço, hoje resolvi dar o ar da graça (ou dar graça ao ar... já nem sei) aqui no meu território virtual.

Foi um ano de muitas atividades e de muitos acontecimentos, pessoais, nacionais e mundiais.

Eu estou em uma dança (que já parece eterna) com o doutorado e quando penso que aprendi a coreografia a música muda e eu fico com a cara na poeira, mas sorrindo, porque sou brasileiro e não desisto nunca!

Além do doutorado, meu trabalho também tem recebido uma boa parcela do meu tempo, dividido entre leituras, escritas, anotações (e rabiscos em cantos de livros, cadernos, papeizinhos e por aí vai...), alunas/os, provas para elaborar e para corrigir. Mas isso tudo, apesar de exaustivo, é a melhor coisa dos meus dias.

No entanto, hoje reli minha última postagem (NÃO VAI TER ÓDIO) aqui no blog e fiquei pensando em como viemos parar aqui. Muito do que penso não mudou daquela postagem. Muito no Brasil mudou (para pior). Mais e mais políticos (bem daqueles que defendem a família e lutam contra a corrupção) aparecem todos os dias em delações, acusações, jogos de poder e mídia. A Globo (de quem eu já fui muito fã...) a cada dia manipula mais e mais a sociedade e uma grande parcela dos brasileiros segue o bonde, na mais literal vida de gado. Mas não estamos sozinhos. O mundo todo está sofrendo. Cada país à sua maneira e por suas dores.

E eu fico aqui me perguntando: 'como chegamos até aqui?'.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...